Vitiligo: entenda o que é, sintomas e como tratar

Cuidar da sua saúde é fundamental para garantir uma melhor qualidade de vida, concorda? No entanto, existem algumas doenças que, infelizmente, a medicina ainda não encontrou o motivo exato de sua origem, as quais se desenvolvem sem aviso prévio, como é o caso do vitiligo. Você já ouviu falar nessa doença?

Apesar de pouco conhecida, muitas pessoas vivem essa doença na pele, literalmente. Somente no Brasil, o vitiligo atinge cerca de três milhões de pessoas. Com base nesses dados, você consegue perceber que ela é muito mais comum do que se imagina.

Neste artigo vamos explicar para você o que é o vitiligo, quais são os sintomas e como tratar essa doença. Confira!

O que é vitiligo?

Quando ocorre a falta ou diminuição da melanina ― pigmento que proporciona cor à pele ― em algumas regiões do corpo, deixando os locais afetados com manchas brancas, temos o que chamamos de vitiligo. Essas lesões podem aparecer em diversas áreas do corpo ou em partes isoladas, mas normalmente elas atingem os cotovelos, os genitais, a face, os joelhos, as mãos e os pés.

Essa doença pode afetar pessoas de todos os tipos de pele. No entanto, costuma ser mais perceptível na pele escura. Vale ressaltar que essa não é uma condição contagiosa e nem representa risco à vida, contudo, costuma afetar autoestima de quem a desenvolve.

Quais são os principais sintomas?

O principal sintoma do desenvolvimento dessa doença é a perda de pigmentação da pele, mas existem outros sinais que é importante estar atento, como:

  • perda da pigmentação da boca, cílios, sobrancelhas ou cabelos;
  • alteração ou perda da cor da retina (camada interna do globo ocular);
  • manchas descoradas ao redor do umbigo, axilas reto e órgão genitais;
  • perda da cor dos tecidos que revestem as membranas mucosas (interior do nariz e boca).

É muito difícil prever a progressão da doença. Em raros casos, as manchas param espontaneamente, sem que o paciente realize o tratamento. No entanto, existem situações em que a perda de pigmentação se espalha por todo o corpo.

Quais são os tratamentos disponíveis?

Embora existam excelentes tratamentos, o vitiligo infelizmente não tem cura. Nesse caso, o tratamento tem o objetivo de estabilizar o quadro paciente, impedindo que as lesões aumentem.

A fisioterapia com radiação ultravioleta B é uma opção interessante de tratamento. Além disso, alguns medicamentos também ajudam a melhorar a aparência da pele, mas estes só podem ser usados com a recomendação do especialista.

É válido ressaltar que dificilmente ocorrerá a cura total dessas lesões, isso porque algumas áreas têm dificuldades para recuperar a sua pigmentação. Nesse momento, dar uma atenção especial ao psicológico do paciente também é algo fundamental, pois fatores emocionais podem agravar o quadro clínico da doença.

O vitiligo é uma condição que não tem cura, porém, tem tratamentos, os quais são muito eficientes e apresentam ótimos resultados. Sendo assim,é importante não desanimar e lutar contra esse problema. Se a autoestima diminuir, procure auxílio de um especialista para evitar o desenvolvimento de problemas emocionais, como a depressão.

Gostou de saber um pouco mais sobre o vitiligo? Então siga-nos em nossas redes sociais para ficar a par de mais conteúdos interessantes como estes. Estamos no Facebook e Instagram!

186 Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published.