Problemas de concentração? Saiba o que pode ajudar

Os problemas de concentração afetam diretamente a nossa vida pessoal e profissional, reduzindo drasticamente a produtividade. Dessa forma, é importante entender até que ponto eles são causados apenas por desatenção.

A dificuldade em focar nas tarefas do dia a dia, muitas vezes, pode ser explicada por uma noite mal dormida, mas também pode sinalizar alguma doença silenciosa, problema cognitivo ou depressão.

Pensando nisso, reunimos informações para explicar as possíveis causas desse problema e formas de melhorar o foco nas atividades cotidianas. Acompanhe!

Principais causas dos problemas de concentração

A dificuldade em se concentrar é uma situação muito comum, principalmente diante de muitos compromissos, já que a preocupação é um dos principais fatores que podem interferir no foco.

Entretanto, quando é frequente, precisamos ficar atentos, pois esse problema pode ser causado por pequenos distúrbios neurológicos ou depressão, conforme comentaremos a seguir.

Dislexia

A dislexia é um transtorno hereditário e congênito de decodificação da linguagem que interfere na capacidade de ler e escrever. Os sinais consistem na necessidade de reler várias vezes um mesmo texto para entendê-lo e constantes erros ortográficos que envolvem troca, omissão, inversão ou acréscimo de letras e sílabas enquanto se escreve.

Deficit de Atenção

Esse distúrbio se refere a um padrão crônico de desatenção, impulsividade e hiperatividade, identificado como Transtorno de Deficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), ou deficit de atenção, como é conhecido. Os sintomas mais comuns são:

  • atrasos frequentes em compromissos;
  • dificuldade de se expressar;
  • falta de organização;
  • oscilação abrupta de humor;
  • repetição frequente de palavras.

Depressão

A depressão é uma doença psiquiátrica, crônica e recorrente em várias fases da vida. Os principais sintomas são: tristeza, sensação de amargura, falta de esperança, culpa e baixa autoestima.

Entre os mais diversos prejuízos que ela pode causar estão os deficit cognitivos que prejudicam a concentração e a decodificação de informações mais complexas.

O que pode ser feito para melhorar a concentração

Algumas atitudes, quando introduzidas na rotina, podem contribuir significativamente para o aumento da concentração e melhor qualidade de vida. Veja, a seguir, o que pode ser feito!

Planeje o dia seguinte

Quando planejamos as tarefas para o dia seguinte, estamos dando uma ordem ao cérebro. Com isso, acordamos “pré-programados” para tudo o que precisa ser feito, de forma organizada.

Uma técnica que dá bons resultados para manter o foco é fazer uma lista com todas as tarefas e horários correspondentes — no dia seguinte, basta “ticar” as atividades à medida que elas forem realizadas.

Mantenha a organização

Organizar as tarefas e, de um modo geral, a rotina, nos ajuda a não ficarmos sobrecarregados e mantermos o foco. Busque equilibrar família, trabalho, amor e lazer para ajustar horários e atender a todos esses aspectos.

Analise as próprias emoções

Quando o nosso lado emocional está fragilizado, a mente é penalizada — ficamos confusos e dispersos. Por isso, é importante repassar as mágoas e traumas que nos atormentam para nos livrarmos deles.

Dessa forma, ficamos mais livres para novas experiências e temos maior facilidade para prestar atenção nas coisas externas.

Afaste as distrações

Tire de perto tudo o que possa distrair. Tente manter o ambiente de trabalho ou de estudo tranquilo e organizado. Isso ajuda muito na concentração para realizar as tarefas.

Adote hábitos saudáveis

Mantenha uma alimentação equilibrada, consumindo frutas, legumes, verduras, minerais, proteínas e bastante líquido para manter um ideal funcionamento do organismo.

Além disso, é essencial mantermos uma circulação sanguínea fluída para garantir uma boa atividade cerebral. Para tanto, os exercícios físicos devem fazer parte da rotina.

Busque ajuda profissional

Nos casos em que a falta de concentração persiste, é importante investigar as possíveis causas. Nesse sentido, o auxílio de psicólogos e médicos pode contribuir para a melhora dos quadros de depressão, dislexia ou TDAH.

Como vimos, os problemas de concentração podem ser causados por um simples cansaço, mas também podem sinalizar algum problema cognitivo ou de depressão. Dessa forma, é importante tomar atitudes como as que sugerimos, mas, caso não haja melhoras nos sintomas, pode ser preciso buscar ajuda médica.

Agora que você já sabe o que pode ajudar nos problemas de concentração, leia mais um artigo que publicamos em nosso blog e veja como ter mais tempo para os filhos e para você!

961 Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published.