ATENÇÃO: veja aqui os perigos dos agrotóxicos

Os pesticidas são produtos químicos utilizados para evitar que insetos, doenças ou plantas daninhas prejudiquem as plantações de alimentos. Porém, os perigos dos agrotóxicos para o organismo humano são inúmeros e afetam cada vez mais a nossa saúde.

De acordo com o dossiê da Abrasco (Associação Brasileira de Saúde Coletiva), documento elaborado em conjunto com o Ministério da Saúde, o Brasil ocupa o primeiro lugar na classificação do ranking mundial de consumo de alimentos que contêm agrotóxicos.

Esse é um dado alarmante que aponta para a necessidade de nos informamos cada vez mais sobre os perigos dos alimentos contaminados para evitar ou amenizar os malefícios ao organismo. Continue lendo para saber mais!

Os perigos dos agrotóxicos para a saúde

Os agrotóxicos são perigosos, pois entre os nutrientes aplicados nas culturas se encontra o nitrogênio. Esse elemento se degrada e transforma em nitrato ou nitrito que são substâncias cancerígenas. Pelo fato de serem solúveis, eles são absorvidos pelas plantações e se tornam sistêmicos.

Esses pesticidas provocam doenças em curto, médio e longo prazo, por meio do consumo e do contato na agricultura. Eles podem causar tonturas, náuseas, vômitos, dificuldades respiratórias, irritações na pele, nariz, garganta e olhos. As intoxicações crônicas provocadas pela exposição prolongada aos produtos podem levar ainda a problemas mais graves, como lesões hepáticas e cerebrais, tumores, entre outras alterações na saúde.

Veja a seguir os principais danos que os agrotóxicos podem causar ao organismo!

Mal de Alzheimer

Essa é uma doença relacionada às alterações químicas no cérebro. No Brasil, alguns agrotóxicos permitidos, provocam disfunções neurológicas que levam ao desenvolvimento de doenças, como o Mal de Alzheimer e a depressão.

Arritmias cardíacas

O glifosato, um dos agrotóxicos muito utilizados na agricultura, causa arritmia cardíaca. Essa é uma alteração no funcionamento do órgão, que muitas vezes evolui para falência do coração.

Autismo

Segundo o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), dos Estados Unidos, o autismo pode ter diversas causas e uma delas está relacionada aos hábitos alimentares das crianças. Nesse sentido, o glifosato também é considerado como um dos principais elementos químicos que provocam essa disfunção comportamental.

Danos ao fígado

O fígado é um dos órgãos mais afetados pela absorção dos produtos químicos, já que eles alteram as funções celulares e provocam várias doenças hepáticas, com sintomas silenciosos e progressivos.

Lesões renais

Os rins absorvem e filtram tudo o que ingerimos. Nesse processo, os agrotóxicos podem afetá-los diretamente e destruir os tecidos renais, podendo progredir para a falência renal.

Câncer

Com base em estudos epidemiológicos, o Instituto Nacional de Câncer (Inca) aponta uma forte associação entre o câncer e o aumento do uso de agrotóxicos na agricultura, bem como no consumo contínuo de alimentos que os contêm. Os tipos mais comuns de câncer associados aos pesticidas são os de mama, próstata, cérebro e pulmões.

Alergias

Os agrotóxicos são venenos que provocam uma reação de defesa do organismo. Essas reações podem ocorrer na pele e apresentar coceiras, com ou sem pruridos, provocar crises de rinite e até falta de ar.

Infertilidade e disfunções sexuais

Os elementos tóxicos presentes nos pesticidas podem influenciar na taxa de fertilidade. Além disso, eles também têm a capacidade de alterar a qualidade dos espermatozoides e provocar disfunções sexuais.

Como se defender dos malefícios dos agrotóxicos

Para se defender dos malefícios e reduzir o consumo dessas substâncias, podemos optar por produtos orgânicos, que são produzidos sem a utilização de produtos químicos. Embora sejam mais caros, apresentam um bom custo-benefício, já que reduzem bastante a probabilidade de gastos com remédios. Mas é fundamental observar a procedência dos alimentos orgânicos e escolher os que apresentam o selo federal do SISORG (Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade Orgânica).

Além desses cuidados com a escolha dos alimentos, também é importante buscar a ajuda de um profissional qualificado em medicina integrativa, objetivando a melhoria e manutenção da saúde.

Como verificamos, o consumo de alimentos que foram plantados com a utilização de pesticidas pode ser altamente prejudicial à saúde. Dessa forma, é fundamental se defender dos perigos dos agrotóxicos, por meio do consumo de produtos orgânicos certificados.

Gostou deste artigo? Então, assine a newsletter para acompanhar conteúdos que tratam desse e outros assuntos sobre alimentação e qualidade de vida!

296 Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published.