O que é o exame de bioimpedância? Entenda como funciona!

Você sabia que apenas a relação entre peso e altura não pode servir como parâmetro para a avaliação corporal? Pois é! O IMC (Índice de Massa Corporal) atua como base, mas não leva em consideração a composição do corpo. Para isso, é necessário usar um aparelho específico. Mas, afinal, o que é o exame de bioimpedância?

Hoje em dia, as pessoas estão cada vez mais cientes da importância de manter o corpo saudável para ter mais longevidade e bem-estar. Por isso, medir a composição corporal ajuda os profissionais de saúde nas mais diversas avaliações e prescrições.

Quer saber mais sobre o assunto? Então, continue a leitura e confira!

O que é o exame de bioimpedância?

Trata-se de um exame que avalia a composição corporal por meio de uma suave corrente elétrica que percorre todo o corpo sem causar dores ou qualquer tipo de incômodo. A corrente circula por todo o tecido muscular, mas encontra resistência no tecido adiposo. Dessa forma, o aparelho consegue calcular a porcentagem de gordura, água e massa magra, além de outros índices.

Como ele é feito?

Existem dois tipos de equipamentos que fazem o exame de bioimpedância: bioimpedanciômetro e algumas balanças específicas com visores digitais. No primeiro, quatro ou oito eletrodos são distribuídos pelo corpo do paciente (que deve estar deitado) e o resultado é visualizado em um aparelho. Já nas balanças, basta o paciente subir para que o profissional verifique os índices apontados.

Quais são os marcadores avaliados?

O exame de bioimpedância é capaz de detectar vários índices muito úteis na hora de fazer as avaliações física, nutricional e médica. Isso porque ele mede parâmetros mais detalhados, como:

  • peso corpóreo;
  • IMC (Índice de Massa Corporal);
  • massa muscular;
  • massa gorda;
  • massa livre de gordura;
  • percentual de gordura corporal;
  • água corporal total;
  • taxa de metabolismo basal;
  • relação de cintura-quadril.

Por que fazer o exame de bioimpedância?

O exame de bioimpedância é uma ótima ferramenta para avaliação, pois o profissional de saúde consegue analisar com mais detalhes a composição corporal e, a partir daí, fazer prescrições — como uma dieta personalizada ou o direcionamento das atividades físicas.

Imagine, por exemplo, dois homens adultos de 1,70 m de altura e 100 kg de peso corporal. De acordo com o IMC, ambos têm obesidade grau I e teriam que emagrecer, certo? Porém, um deles é praticante de musculação e tem o percentual de gordura abaixo de 12%, enquanto o outro tem 30% de gordura corporal. Ou seja: somente um deve perder peso, já que o outro tem a composição corporal adequada.

Essa identificação só é possível por meio do exame de bioimpedância, por isso ele é tão importante. Mas atenção! O ideal é buscar por uma clínica que tenha aparelhos de alta tecnologia, como a Integrative.

Viu como foi fácil descobrir o que é o exame de bioimpedância? Trata-se de algo imprescindível para avaliar a composição do corpo, pois faz com que o paciente receba diagnósticos e prescrições mais personalizadas, tendo resultados ainda melhores.

Já sabe onde fazer o exame de bioimpedância? Então, entre em contato com a Integrative, tire suas dúvidas e marque já sua avaliação!

255 Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published.