6 dicas para aliviar dores na coluna

As dores na coluna são frequentes em todas as idades. Se antigamente essa era uma característica de quem tinha uma idade mais avançada, nos últimos anos já vem sendo frequente ver pessoas cada vez mais jovens sentirem incômodos. E essa reclamação deve ser vista com seriedade, pois têm consequências sérias lá na frente.

Um estudo revelou que 80% da população brasileira sente dores nas costas. A lombalgia (dor aguda na região lombar) é, inclusive, a principal causa de afastamento do trabalho.

Confira alguns motivos para as dores na coluna e reconheça se algum deles acontece com você. Continue acompanhando o texto para saber o que fazer para aliviar as dores!

Má postura

Conhecida como uma das principais causas de dores na coluna, a má postura é uma posição confortável ao indivíduo e a grade maioria não percebe, pois já está acostumada inconscientemente.

Muitas vezes a má postura é também resultado de muitas horas de trabalho sentado em uma cadeira não tão confortável nem ergonômica. Nesse caso, a dor pode ocorrer ao final do dia de trabalho. O problema, caso não seja resolvido, é que ela pode acumular.

Sedentarismo

A rotina de trabalho pode ser tão cansativa que tudo o que uma pessoa quer é chegar em casa, tomar um banho e descansar. É natural do corpo humano não querer gastar energia com exercícios. Porém, o resultado disso muitas vezes é ter dores na coluna.

Os momentos de descanso devem sim acontecer. Mas o sedentarismo nunca deve vencer totalmente. Ele é a maior bola de neve dos maus hábitos, que pode incluir má alimentação também.

Uso excessivo de salto

Ao usar um sapato de salto alto, o peso do corpo fica distribuído de maneira desigual, sendo as pontas dos pés as maiores responsáveis pelo peso e equilíbrio. Para manter-se o salto com beleza e segurança, é preciso tanta contração que os músculos das pernas também podem entrar em exaustão.

As dores na coluna devido ao uso excessivo de salto, se devem ao fato da coluna também ser projetada, mesmo que levemente, pra frente, em busca de manter o equilíbrio do corpo nas pontas dos pés. A região lombar é geralmente a primeira a gerar dor em quem usa salto.

Escoliose

A escoliose é quando há um desvio anormal da coluna. Ela é caracterizada pela espinha fazer a curvatura em formato de S ou C. A escoliose costuma ter fatores genéticos como causa e é mais aparente no fim da adolescência, quando o corpo humano está mais formado.

O desvio pela escoliose pode ter diferentes graus, variando assim conforme cada pessoa. Logo, as dores na coluna também são relativas ao grau de desvio. Embora não haja cura, é possível (e necessário) tratamento em qualquer que seja o grau.

Hérnia de disco

São os discos que ajudam para que as vértebras da coluna não encostem uma na outra. A hérnia é quando esses discos saem do lugar. A hérnia de disco é uma das causas que causam dores na coluna. Muitas vezes, é preciso passar por operação cirúrgica para tratar hérnia.

Esse problema é grave e muitas vezes também exige afastamento médico do trabalho. A hérnia de disco pode ocorrer com o levantamento repetitivo de peso, desgaste natural por envelhecimento, sedentarismo ou por fator genético.

Estresse e ansiedade

O estresse e a ansiedade são problemas de ordem mental cada vez mais frequentes e sérios. Há diversos efeitos colaterais que estão ligados diretamente a essas duas situações. Um deles é o aumento de dores na coluna.

Ao passar por situações de estresse ou ansiedade, enquanto as atividades cerebrais estão a pleno vapor, os músculos ficam tensos e mais enriquecidos. Essa tensão vira dor. E, quanto maior for o tempo em que a pessoa está sob estresse, maior e mais prolongada será a dor.

Independente se você tem alguns dos casos acima ou não, saiba 5 formas de como aliviar dores na coluna!

1. Compressa morna

Há no mercado bolsas térmicas, feitas com um gel que é possível aquecer por cerca de 1 minuto no micro ondas e colocar no local da dor. Sempre com um pano entre a bolsa e a pele, para evitar queimadura. Deve-se deixar a bolsa por pelo menos 20 minutos em cada ponto de dor.

O calor vai relaxar os músculos e ajudar a soltar os “nós” que muitas vezes se formam pelo enrijecimento.

2. Pilates

O pilates é uma das atividades físicas que mais contribuem para o alívio de dores na coluna e correção da postura e da respiração. O método pilates trabalha com exercícios de alongamento e equilíbrio que buscam o controle dos músculos. Assim, o fortalecimento muscular mantém a sustentação da coluna e o peso distribuído com mais igualdade no corpo.

O resultado do pilates pode ser visto e sentido após poucas sessões. Porém, é uma atividade que demanda continuação para uma melhora e manutenção significativa da saúde e bem-estar do corpo.

3. Massagens

Ao sentir dores na coluna, é natural que se queira uma boa sessão de massagem! E é recomendável buscar por uma. Porém, com profissionais qualificados e em um ambiente próprio, como clínicas. A massagem trabalha com a pressão e movimentos em pontos nervosos nas articulações e músculos.

Há diferentes tipos de massagens, cada um destinado ao nível de dor e problema que a pessoa passa. Não é recomendável que uma pessoa não especializada faça em outra, devido ao conhecimento que precisa ter sobre terminações nervosas. 

4. Terapias integrativas

Outra alternativa é buscar por tratamento integrativo. Existem terapias que auxiliam no processo de alívio da dor, por meio relaxamento muscular, e combate às inflamações causam as dores.

Ao sentir dores na coluna, muitos recorrem à remédios relaxantes musculares e anti inflamatórios. O ideal é evitar a automedicação e procurar ajuda médica. Muitas vezes os remédios prescritos por médicos podem ser diferentes daquele que a pessoa recorre na automedicação. Também é válido fazer exame de termografia para o diagnóstico mais completo e com mais qualidade. Para assim, iniciar o tratamento mais eficaz.

Procure a Integrative e saiba mais dos tratamentos para dores na coluna.

Gostou de saber como você pode aliviar as dores na coluna? Compartilhe esse texto nas suas redes para que mais pessoas saibam também! 

216 Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published.