Disfunção sexual masculina: o que é? Sintomas? Causas?

Você já deve ter ouvido falar em disfunção sexual masculina, não é mesmo? Pois bem: o quadro é mais comum do que imaginamos. Uma pesquisa inglesa entrevistou dois mil homens e metade deles afirmou que sofre com algum tipo de disfunção sexual. Levando esses números em consideração, é preciso ter em mente que não é vergonhoso passar pelo problema.

No entanto, é importante procurar o auxílio de um especialista para diminuir os impactos negativos da disfunção e, então, melhorar seu desempenho sexual. Para ajudar nesse sentido, escrevemos o conteúdo a seguir com as respostas para as principais dúvidas sobre o assunto.

Vamos explicar o que é a disfunção sexual masculina, quais são suas causas e que tratamentos são recomendados. Acompanhe!

O que é disfunção sexual masculina e quais são seus sintomas?

A disfunção impede que o indivíduo tenha uma vivência sexual gratificante e satisfatória. Com isso, ele se sente frustrado por não conseguir ter um bom desempenho, o que o leva a sofrer vários outros transtornos — principalmente na parte emocional.

Veja quais são os principais tipos e sintomas da disfunção sexual masculina:

  • perturbação do desejo sexual: ocorre quando a pessoa não consegue manter ou mesmo adquirir o estado de excitação adequado até a consumação do ato;
  • disfunção erétil: também conhecida por impotência sexual, a disfunção erétil consiste na impossibilidade recorrente ou permanente de manter a ereção para realizar o ato sexual;
  • disfunções ejaculatórias: nesse caso, o indivíduo tem sérias dificuldades de controlar a ejaculação, portanto ela pode ocorrer no momento da penetração ou logo após. Isso limita sua satisfação sexual e desencadeia diversos problemas emocionais.

Quais são as causas do problema?

As causas são variadas, mas podemos citar como principais:

  • doenças vasculares;
  • doenças hormonais;
  • doenças neurológicas;
  • tabagismo ou alcoolismo;
  • consumo excessivo e sem prescrição médica de medicamentos;
  • distúrbios psicológicos.

No entanto, precisamos ressaltar também quais são os fatores de risco da disfunção sexual masculina. Veja:

  • hipertensão arterial;
  • diabetes;
  • triglicérides alterado;
  • sedentarismo;
  • obesidade;
  • tabagismo.

Fique atento a cada item mencionado para adotar cuidados que evitem o problema. A realização de atividades físicas, por exemplo, já é uma maneira eficiente de combater a disfunção sexual masculina.

Existe tratamento para a disfunção?

Hoje em dia, existe tratamento para qualquer tipo de disfunção sexual masculina. É preciso procurar um profissional da área da saúde e adotar hábitos saudáveis diariamente. Além de pedir para que você mude sua rotina, o médico pode receitar medicamentos — mas isso varia de pessoa para pessoa, sendo que somente o profissional é capaz de avaliar cada paciente na sua individualidade.

Nesse momento, é muito importante optar pela saúde integrativa, pois por meio dela o paciente é avaliado como um todo e não restritamente por uma especialidade médica. Sendo assim, o atendimento terá como objetivo detectar as possíveis causas da disfunção e propor um tratamento para o paciente.

Portanto, se a causa for uma questão nutricional, por exemplo, o atendimento não vai se restringir apenas à área da urologia, mas poderá abranger também a nutrição/ nutrologia, etc. Assim, você poderá ter um cuidado simultâneo por parte desses profissionais.

Como vimos, a disfunção sexual masculina está diretamente ligada aos maus hábitos saudáveis. Portanto, se você não sofre com esse problema, comece agora a mudar seu estilo de vida. Faça caminhadas, ande de bicicleta, vá à academia e alimente-se bem. Todos esses detalhes farão uma grande diferença na sua disposição sexual.

Caso você já sofra com a disfunção sexual masculina, procure um médico o quanto antes. Ele vai ajudá-lo a voltar à ativa e melhorar seu desempenho.

Gostou do nosso artigo e quer ter acesso a mais conteúdos como este? Então, siga-nos nas nossas redes sociais. Estamos no Facebook e Instagram!

166 Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published.